sexta-feira, 27 de abril de 2012

Sonhos... são premonição?

Há muitos anos, quando eu ainda era solteira, um sobrinho de um cunhado pediu-me para ensiná-lo a dançar, pois haveria um baile para sua formatura no ginásio (ensino médio).
É claro que dançamos bastante.
Ele, agradecido, convidou-me para dançar a valsa da formatura no colégio, lá em Formiga, MG. O baile seria em um sábado à noite.
Comprei passagem para o ônibus que sairia de BH às 8 hs da manhã, e levaria + ou - 6 horas de viagem em estrada de terra! Mas chegaria a tempo.
À noite tive um sonho impressionante:
Sonhei que perdera o ônibus, meu irmão ajudou-me levando de carro para o  alcançarmos. Conseguimos alcançá-lo na Cidade Industrial. Entrei e sentei no primeiro lugar, perto da janela. Em Betim, um sacerdote entra e senta-se na poltrona ao meu lado. O ônibus parte velozmente e antes de chegar a Formiga ocorre um acidente, eu quebro as 2 pernas e não posso dançar.
Acordo preocupada!
Não é que aconteceu assim:
Perco o ônibus, pela demora do meu irmão em levar-me à Rodoviária. Saímos atrás do ônibus e o alcançamos na Cidade Industrial. Sento-me no 1º lugar. Em Betim, um padre entra e senta ao meu lado. Me vê muito nervosa e preocupada e eu lhe conto meu sonho.
- Minha filha, você acredita em Deus e na Sua proteção? Vou rezar durante toda a viagem, para Deus nos proteger.
Tudo correu bem, até o trevo de Formiga. Aí o motorista perdeu o controle da direção e entramos num atoleiro com pneus furados. Felizmente sem vítimas nem feridos!
O trocador teve que pedir carona, na estrada, para ir à Formiga e trazer outro ônibus para nos levar. Isto demorou prá caramba! Na época não existia o bendito celular, que resolveria de imediato a situação...
Conclusão: Não quebrei as pernas, felizmente! Mas também não consegui chegar a tempo no baile e não pude dançar...
Já de volta em casa, contei o ocorrido para minha mãe, que me disse:
- Viu? Você não acredita em sonhos! Bem que foi avisada... Agradeça sempre a Deus o final feliz desta história! Se eu soubesse do sonho, não deixaria você viajar!

O que vocês acham? Aviso? Coincidência? Sorte? Proteção? Premonição?
Sou muito grata ao sacerdote e a Deus pelo final feliz, bem diferente do meu sonho. Mas bem que fiquei frustrada por não poder dançar a valsa... :)
A verdade é que as orações foram tão fortes que até hoje sinto-me protegida nas viagens que faço. 
E agradeço muito a Deus, aos Santos e Anjos pela proteção e ao sacerdote, meu companheiro naquela experiência com final feliz!


2 comentários:

  1. "No creo en brujas, pero que las hay, las hay"

    Se fosse eu, na hora em que o padre entrou no ônibus eu gritava pro motorista:

    "Pode parar que vou descer é agora!!!" :)

    Para que facilitar, eu heim?

    Abençoada proteção, pois sem ela eu não existiria... ;)

    ResponderExcluir
  2. Não sei dizer o que é, nem como interpretar sonhos,
    mas sei que gosto de dormir e sonhar, e lembrar dos sonhos.

    Sua história é incrível: isto é, quase inacreditável, mas fantasticamente impressionante!
    E mostra que até o último momento não se pode perder a esperança.

    Mais uma lição vivida e vividamente transmitida pela Dona Luzia!
    Obrigado!

    ResponderExcluir